Curso para professores atuarem no futebol brasileiro

Começar nas categorias de base e apostar em contatos influentes podem ser alternativas eficientes para se inserir nesse mercado.
O Brasil conquistou em casa o título de tetracampeão da Copa das Confederações na noite de ontem, 30 de junho, e está se preparando para a Copa do Mundo no próximo ano. Esses grandes eventos exigem investimentos em diversos setores, assim como também mudam o cenário do futebol brasileiro. Segundo o coordenador do curso de treinadores da CBF e instrutor da FIFA, Maurício Marques, a Copa do Mundo traz a necessidade de maior profissionalização, o que pode gerar novas oportunidades de trabalho para o profissional de Educação Física na área do futebol.
Nos últimos anos, o mercado de futebol brasileiro se mantém fechado, sendo mais receptivo para os ex-atletas. Esses têm a vantagem de ter acesso aos clubes em que atuaram. E aqueles que buscam pelo cargo de treinador, muitas vezes têm um bom contato com os dirigentes dos clubes e a torcida já o conhece, recebendo-o bem. “Nem todos os ex-atletas estão devidamente preparados para a função, mas através desses contatos, conseguem uma vaga de treinador”, afirma Marques.
Para os profissionais de Educação Física que almejam a profissão de treinador de uma equipe de futebol há dois caminhos mais comuns, aponta Marques. Uma das opções é começar pelas categorias de base e ir subindo pelas categorias sub 13, sub 15 e sub 17. “É um caminho mais longo, no entanto, traz vivência e experiência incríveis para o profissional”, afirma o coordenador. Outro caminho é entrar diretamente na categoria Junior ou Profissional como auxiliar técnico.
Com a Copa do Mundo, Marques acredita que haverá uma profissionalização e maior abertura deste mercado. Além de treinador e preparador físico, o profissional de Educação Física também pode atuar em outras áreas como marketing esportivo, administração e gestão, organização de eventos, cargos voltados para tecnologias aplicadas ao futebol e até mesmo como empreendedor, atuando como consultor esportivo ou até abrindo uma escola de futebol. “Em todas essas áreas há espaço para o profissional de Educação Física, pois esse profissional tem uma formação específica para assumir tais funções, mas exige-se também que, além da graduação, o profissional busque se especializar”, afirma Marques.
Curso Oficial de Treinadores de Futebol da CBF
Data: 13 a 21 de Julho
Local: Granja Comary / Teresóplis
Carga horária: 120 horas – Licença C / Nível 1.
Mais informações: www.cursoscbf.com.br / secretaria@cursoscbf.com.br / 11 4302.4287

Spread the word. Share this post!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *