Guerra de preços em academias

Uma nova preocupação do
Sinpefepar tem sido a forma banal que vem sendo tratado o fitnes em nosso país.
A guerra de preços das academias chegou a um limite em que o setor passa a
impressão de ser uma commoditie em que os produtos são todos muito parecidos e
o que diferencia um do outro é apenas a embalagem, o marketing e a
comercialização.
“Se permitimos isso, a percepção do público a
respeito das academias, e por consequência dos profissionais de educação
física, será a de que somos todos iguais e só há diferença nos preços baixos.
Precisamos estar alerta e mudar essa mentalidade com um preço digno para nossa
sobrevivência”, avalia Sérgio Nascimento, presidente do Sinpefepar.
Para auxiliar o público o
Sinpefepar começou a abrir diálogos com os representantes das academias
mostrando a preocupação da entidade.
“Abrimos conversações e se houver
necessidade de uma campanha mais efetiva estaremos nas ruas mostrando que o
profissional de educação física deve ser valorizado sempre”, diz Sérgio

Spread the word. Share this post!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *