Prática esportiva com temperaturas baixas

Chegou o frio e praticar
exercícios no nessa época do ano não é tarefa fácil. O corpo em repouso está
mais frio do que o normal e, por conta disso, os riscos de lesão aumentam. Para
evitar isso, é necessário aumentar os cuidados com o aquecimento e também com a
alimentação – já que o organismo consome mais energia para se manter aquecido. O
Sinpefepar mostra o que é preciso fazer para chegar ao ponto ideal para iniciar
um treino de qualquer modalidade sem correr riscos.
De acordo com Sérgio Nascimento,
professor de educação física e presidente do Sinpefepar a prática de exercícios
nessa época do ano é tão saudável quanto no calor. A única diferença é que o
corpo gasta mais energia no frio para manter-se aquecido.
“Três quartos da energia do corpo
humano são despendidos apenas para manter a temperatura, e só o que sobra vai
para o exercício na contração muscular”, conta.
Para evitar as lesões é preciso
incrementar o aquecimento. Isso se deve ao funcionamento do nosso organismo. O
fluxo sanguíneo precisa cumprir um processo gradativo para atingir seu ponto
ideal de funcionamento, levando oxigênio para a musculatura ativa, assim como
enzimas e outras substâncias químicas que atuam no fornecimento de energia para
os nossos movimentos. Para atingir este ponto ideal no inverno, o organismo
deve passar por uma preparação mais intensa: o recomendado é fazer entre 10 e
15 minutos de aquecimento antes de iniciar o alongamento.
“É importante fazer previamente
uma caminhada de baixa intensidade, que deve ser intensificada até o trote
com duração total de 10 a 15 minutos. Em seguida, inicia-se o alongamento
específico para cada modalidade”, conta Sérgio.
A refeição também é algo importante antes da
prática esportiva por isso recomenda-se a ingestão de torradas com geléia de
frutas vermelhas + 1 copo de suco de fruta ou água de coco. Para os treinos de
mais de uma hora de duração, é necessário ingerir um carboidrato durante o
exercício, como gel ou barra de cereal .
“Vale frisar ainda que, embora a
perda de líquido seja menor do que no verão, ainda assim é necessário hidratar
o corpo durante e após a atividade física, ou seja, ingerir líquidos”, diz.
A atividade física deve ser
sempre orientada e acompanhada por um profissional de educação física devidamente
credenciado.

 
 

Spread the word. Share this post!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *