Estado facilita crédito para academias e profissionais de educação física

O governador Beto Richa assinou nesta segunda-feira (17), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, um convênio que vai facilitar a profissionais de educação física, personal trainers e academias de musculação e ginástica o acesso às linhas de crédito do Banco do Empreendedor, da Fomento Paraná, para aquisição de equipamentos, reformas e adaptações de estruturas físicas. O documento foi assinado pelo presidente Fomento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho, e o presidente do Conselho Regional de Educação Física do Paraná, Antônio Eduardo Branco. O secretário estadual do Esporte e Turismo, Evandro Roman, também participou solenidade.

Atualmente, mais de 12 mil empresas e 23 mil profissionais liberais são associados ao Conselho. Pelo convênio, a entidade vai ajudar a divulgar as linhas de crédito da Fomento Paraná entre profissionais e empresas do setor. O Conselho, as federações e associações associadas poderão se conveniar para fazer as operações de financiamento diretamente. Para isso, as entidades indicarão funcionários, que serão capacitados pela Fomento Paraná para atuar como agente de crédito.

As linhas de crédito disponibilizadas pela Fomento Paraná têm taxas de juros reduzidas, entre as mais baixas do País, para financiar investimentos produtivos — entre 0,51% e 1,07% ao mês. As taxas são menores para empreendedores que participam de algum curso de capacitação gerencial. “Queremos oferecer ao setor, principalmente aos pequenos empreendedores, a oportunidade de ampliar negócios com financiamento a juros acessíveis”, disse Beto Richa. Ele lembrou que o trabalho dos profissionais de educação física e das academias ajudam a incentivar um estilo saudável e a estimular a prática esportiva. “Acredito no poder transformador do esporte, que afasta os jovens das drogas e contribui para o desenvolvimento físico e mental”, disse o governador.

Juraci Barbosa Sobrinho, presidente da Fomento Paraná, disse que o crédito barato para profissionais de educação física trará reflexos sociais com a melhoria da qualidade de vida da população. “Mais uma ação do governo estadual para melhorar a saúde com um estilo de vida mais saudável. É o governo também incentivando o empreendedorismo no Paraná”, afirmou ele.

“Nós disponibilizamos a linha de crédito e precisamos do Conselho para divulgar esse trabalho”, disse. Barbosa Sobrinho explicou que o valor que o profissional poderá acessar pode variar de R$ 300 a R$ 3 milhões, de acordo com a qualidade do projeto, cadastro e da qualificação em gestão. Em três anos e meio, a Fomento disponibilizou R$ 133 milhões para empreendedores do comércio, indústria e serviços.

MAIS BAIXOS – As linhas de crédito disponibilizadas pela Fomento Paraná têm taxas de juros reduzidas, entre as mais baixas do País, para financiar investimentos produtivos — entre 0,51% e 1,07% ao mês. As taxas são menores para empreendedores que participam de algum curso de capacitação gerencial. Os financiamentos atendem desde o micro empreendedor informal ou individual, por meio do crédito solidário, passando por micro e pequenas empresas, e também empresas de médio porte, que faturam entre R$ 3,6 milhões e R$ 90 milhões ao ano. O governador lembrou que o Paraná é considerado o melhor estado para a instalação e a operação de micro e pequenas empresas.

BEM APROVEITADO- Para o presidente do Conselho de Educação Física do Paraná, Antônio Branco, o acesso ao crédito será muito bem aproveitado pelos profissionais, principalmente, os recém-formados. “É a oportunidade dos jovens de empreender, abrir seu próprio negócio. O trabalho do Conselho vai muito além de fiscalizar o exercício da profissão. Consiste em oferecer benefícios aos associados, e a oferta de crédito a baixo custo é muito atrativa”, afirmou Branco.

Por meio das linhas de financiamento da Fomento Paraná, os empreendedores poderão adquirir equipamentos para orientação esportiva, fazer reformas nas academias, adequar as instalações às normativas e regulamentos que os estabelecimentos devem cumprir. “O setor tem crescido consistentemente e o acesso ao crédito é importante para que os empreendedores possam se estruturar”, completa o presidente do conselho.

AVALIAÇÃO – O secretário do Esporte e do Turismo, Evandro Roman, que também é professor de educação física, comemorou a nova conquista da classe e comentou sobre o papel do governo estadual no crescimento da profissão. “O Governo do Paraná possibilita mais esta conquista ao profissional de educação física, que hoje é indispensável para o bem estar da família paranaense. Isto é a valorização do esporte”, afirma o secretário.

O representante dos profissionais de educação física e donos de academias, Rafael Strugali, disse que o crescimento do setor sofre com os créditos caros. “Esse dinheiro barato é a oportunidade de crescer e melhorar os serviços oferecidos pelas academias no Paraná, promover a qualidade de vida e gerar empregos”, avaliou. O professor Paul Julius Stanganelli, que participou da elaboração do projeto, reforçou a importância da iniciativa. “É uma condição que propicia a transformação de um profissional de educação física em um empreendedor e gerador de novos empregos”, afirmou ele.

Participaram do evento o vereador de Curitiba Mestre Pop, o representante do Ministério do Esporte Ricardo Gomide e profissionais de educação física.

Spread the word. Share this post!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *