Ter companhia ajuda a motivar nos treinos

Se o aluno pratica a corrida e tem o prazer de fazer tal atividade, ótimo. Mas corredores que nunca transpiram com alguma companhia tendem a enfrentar mais dias de desmotivação e a perder mais treinos por ano do que quem se encontra regularmente com alguém. Correr com um amigo, um grupo ou até ouvindo um podcast mantém a mente entretida e a disposição em alta. Veja aqui como encontrar a melhor parceria.
UM AMIGO
Quando a pessoa sabe que vai deixar alguém esperando se faltar à corrida, a culpa funciona como um empurrão. Quando já estiverem na pista, esse aluno percebe que a conversa faz os quilômetros passarem voando. O parceiro certo de corrida – com mais ou menos o nosso ritmo – pode inspirá-lo a ir em frente quando o cansaço surgir ou a manter o controle se estiver indo rápido demais. Tudo bem treinar com um colega mais rápido, mas não tente manter sempre o ritmo dele.
UM GRUPO DE CORRIDA
Uma turma de gente animada, que treina na mesma levada, pode ser uma fonte de motivação. Além disso, ficar jogado no sofá vai parecer menos interessante se a pessoa estiver perdendo a chance de encontrar os amigos. Tentar achar um grupo que combine com o nosso nível de condicionamento – ser passado para trás ou deixar os outros comendo poeira acaba com a diversão.
UM CACHORRO
Uma companhia canina soma diversidade à sua rotina de corrida e ainda ajuda a deixar nosso cão em forma e mais saudável. Primeiro, tenha certeza de que a raça do animal tem perfil de corredor (o correto é fazer uma consulta com o veterinário). Se tiver, leve-o para um teste e planeje os treinos de acordo com a forma como o animal faz a corrida/ caminhada: pode ser trotar/farejar/trotar ou correr/farejar/correr, por exemplo.
UM PODCAST
Não é a mesma coisa que ter uma companhia viva ali ao lado, mas ouvir música pode entreter o cérebro de uma maneira semelhante a ouvir o papo de colegas de corrida. A diferença é que, em um podcast, a pessoa escolhe o tema, o que garante que será interessante. Assim como toda vez que estiver usando fones de ouvido, mantenha o volume baixo o suficiente para permanecer atento ao que acontece em volta.
 
Matéria publicada pelo site EXAME

Spread the word. Share this post!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *